Quero um site para o meu moto grupo/moto clube! Rotas da Liberdade Moto Clube Bahia | Motogrupo Salvador Bahia

/ voltar

Processando mensagem

Importante

Processando mensagem


Uma mensagem por qualquer meio de comunicação não pode prescindir dos cuidados necessários ao bom entendimento do receptor sob pena da má interpretação ou até mesmo de obstrução do que se deseja alcançar, alterando seus efeitos.
 
Por outro lado, cabe ao receptor interpretar e processar para assim poder adotar o que for pertinente de forma eficiente, sem atropelos e sem exposição a riscos.
 
Uma mensagem transmitida e, principalmente a retransmitida, se não for bem tratada chega truncada ao destinatário ou receptor e com isso as reações podem ser precipitadas, impensadas, afoitas, emotivas e ilógicas, entre outras.
 
Porquanto o transmissor possa não ter o discernimento na composição da mensagem, por vezes transmitindo por ímpeto baseado no “ouvi dizer” ou pela ânsia de transmitir, e aí causa alarde, ou até mesmo por desconhecer os fatos, cabe ao receptor processar a mensagem e analisar as possibilidades para assim definir a resposta.
 
Ao recebermos uma mensagem acerca de um acidente queremos ir até o local para quê: suprir a curiosidade; preocupação com a vítima; satisfazer nossa emoção; se mostrar presente; prestar socorro; providenciar o que for necessário? Nessa hora o que menos importa à situação, sendo por vezes prejudicial, é a emoção; nessa hora a “frieza” na recepção, interpretação e na análise será fator determinante na adoção de medidas eficazes.
 
Bom seria se todos pudessem empregar os protocolos de mensagem dentro dos conceitos de Inteligência, pois certo seria o resultado com respostas precisas ou, ao menos, lógicas.
 
Dessa forma, podemos estabelecer o seguinte gráfico:
A mensagem é definida de três formas distintas para posteriormente ser classificada, entretanto essa definição se choca com o coloquial disposto nos dicionários, a exemplo do Aurélio Buarque, inclusive onde vemos uma tênue linha de diferença entre eles e que por vezes se confundem ocasionando “ruídos” na comunicação a ponto de confundir o receptor ou destinatário da mensagem. Vejamos segundo o Aurélio:
 
INFORME
1. Informação a respeito de algo.
2. Parecer, opinião que se dá a respeito de alguém ou de alguma coisa; esclarecimento; explicação: o informe do requerimento.
3. P.ext. Averiguações: Fui tirar informes acerca do seu comportamento.
4. Parte de um conjunto de informações.
 
Encontramos no Aurélio uma definição que nos parece a mais acertada para a nossa definição:
 
1. Que não tem forma determinada ou acabada, que não tem feitio.
 
INFORMAÇÃO
 
1. Ação ou resultado de informar(-se).
2. Conjunto de dados sobre algo ou alguém.
3. Relato de acontecimentos ou fatos, transmitido ou recebido.
4. Dados ou notícias tornados públicos através dos meios de comunicação.
 
Aqui já aparece uma definição bem mais próxima da conceituação razoável quando Aurélio diz “2. Conjunto de dados sobre algo ou alguém.”
 
NOTÍCIA
 
1. Jorn. Relato jornalístico de fatos atuais, de interesse público: Saiu no jornal uma notícia sobre a enchente.
2. Quem ou o que desperta vivo interesse do público: As celebridades são sempre notícia.
3. Informação nova; NOVIDADE: O médico trazia boas notícias.
4. Conhecimento, informação: Não tenho notícias de como ele está.
 
Nesta definição, conclui como sendo um fato de forma definitiva e aqui, mais uma vez, choca-se com a definição acadêmica.
 
Por padrão, temos o seguinte:
 
INFORME
 
É a mensagem transmitida sobre alguma coisa que se ouviu dizer ou baseada em observação não controlada, hipótese ou suposição, portanto trata-se de uma mensagem inacabada, sem forma determinada e carente de dados.
 
O informe é recebido, analisado o teor, verificada a procedência e a fonte, processado, enfim, é a fase de averiguação da veracidade.
 
Então, como é visto, o informe é desprovido de precisão e credibilidade, porquanto possa haver uma situação real.
 
O Informe, verbal ou escrito, advém de suposição ou interpretação de algo ou de alguém e não apresenta forma determinada ou acabada, carecendo pois, ser trabalhado e averiguado. ” 
Art. 19 do PP/USI
 
Exemplo:
O operário despencou do andaime e se quebrou todo.
 
INFORMAÇÃO
 
Aqui o tratamento já é outro, pois a informação lastreia-se em dados existentes e presumivelmente consolidados, existe uma situação. Ainda assim sua procedência e sua fonte são checadas a fim de lhe conferir plena credibilidade. A informação requer averiguação de veracidade e proporção, porquanto seu conteúdo demonstre clareza necessária à compreensão dos fatos e sua assimilação objetiva e clara.
Informação é o conjunto de dados sobre algo ou alguém transformada em relato de acontecimento, que poderá ser verbal ou escrita.
Art. 20 do PP/USI
 
Exemplo:
O operário caiu do andaime, mas como estava no primeiro andar, fraturou um braço e teve pequenas escoriações pelo corpo. Isso foi lá no prédio tal à rua tal e ele já foi socorrido.
 
NOTÍCIA
 
Trata-se do relato de um fato que mesmo passando por averiguação de veracidade é tratada de forma isenta de hipóteses ou suposições. A notícia tem como característica a precisão das informações nela contidas. As respostas quanto à notícia são diretas, objetivas e imediatas.
 
Notícia é o relato de um acontecimento, é a narrativa de um fato sob o ponto de vista de quem a transmitiu, sendo passível de averiguação e análise dos fatos noticiados.
Art. 22 do PP/USI
 
Exemplo:
O operário da construção civil fulano de tal, que trabalhava em um andaime no primeiro andar na construção de um edifício sito à rua tal, desequilibrou-se e, por não usar cinto de segurança, caiu machucando-se, mas sem maior gravidade. Foi socorrido pelo SAMU e encaminhado ao HGE.
 
Os exemplos tratam da mesma situação, apenas as mensagens transmitidas são diferentes quanto à exatidão da situação.
 
OCORRÊNCIA
 
A ocorrência é um fato registrado ou transmitido e a sua mensagem é fiel ao fato, isenta que deve ser de subjetividades, pontos de vistas e opiniões, portanto, ao registrar ou transmitir pelos meios de comunicação, o transmissor deve fazê-lo com plena isenção emocional, de forma objetiva, clara e detalhada, omitindo qualquer tipo de comentário ou expressão pessoal.
 
Exemplo:
No socorro ao operário foi encontrado uma pulseira de ouro.
 
Ora, a menos que se tenha conhecimento juramentado, ninguém pode afirmar ser ouro, portanto o certo seria “no socorro foi encontrado uma pulseira de metal amarelo.”
 
À vista desses aspectos abordados, cremos que se adotarmos procedimentos assertivos no momento de comunicar uma situação, no nosso caso, uma pane na Motocicleta, um bloqueio policial, um acidente ou até mesmo qualquer demasiado atraso no horário combinado ou previsto, ideal seria envidar todos os esforços a fim de que a mensagem chegue ao receptor de forma precisa retratando a situação como ela se apresenta, assim será evitado interpretações subjetivas que, conforme o caso, pode induzir o desespero e a adoção de procedimentos movidos pelo ímpeto e desprovido de lógica.
 
Pensem um amigo, em uma estrada, lhe reportando uma situação ao telefone:
Ele diz:
- Não, me aguarde.  (aqui você vai aguardar a chegada dele)
 
Mas, da forma como ele falar ou da forma como você entender, tudo pode mudar de um extremo a outro. Vejamos:
- Não me aguarde.  (aqui você não vai esperar, seguirá sua viagem)
 
Ou então:
A informação seria:
 - A Motocicleta está quebrada, nada foi resolvido. (aqui provavelmente você retornará para ajudar)
 
Mas a transmissão ou recepção truncada muda tudo:
- A Motocicleta está quebrada nada, foi resolvido. (aqui você irá seguir sua viagem e seu amigo ficará na estrada com a Motocicleta quebrada)
 
Portanto, por tudo na vida, principalmente quando se anda em grupo de Motocicletas pelas estradas, a comunicação há de ser precisa e isenta de emoções pessoais e interpretações subjetivas.
 
Autor: Luís Carlos Dantas de Carvalho – Processando uma mensagem – Agosto/2014
Aviso legal: Os comentários aqui postados não expressam opiniões ou pensamentos do Rotas da Liberdade Moto Clube ou de seus Sócios, sendo da inteira responsabilidade do autor. 
 

Criação de Sites - Allan Carvalho

Visitas: 3877974 - Online: 194

Site para Moto Grupos & Moto Clubes © 2008 - 2017 AC Criação de Sites